***: ARMAS DE FOGO E VIOLÊNCIA CRIMINAL

16/05/2013

ARMAS DE FOGO E VIOLÊNCIA CRIMINAL



Tenho visto com certa e preocupante apreensão determinados movimentos e pessoas utilizando as redes sociais a favor da completa liberação das armas de fogo para a população civil.

Estranhamente essa ideia tem sido defendida por profissionais da área da Segurança Pública, me causa estranheza que pessoas de lidam com o caos que se transformou nossas cidades defendam esta ideia de autorizar o uso de armas de fogo de maneira indiscriminada, que a meu ver é no mínimo absurda. Associada ao consumismo desenfreado, as drogas, a perda de valores morais, sociais e espirituais, está a questão das armas de fogo, colocar mais armas nas ruas colima para que reascenda um grande problema de Segurança Pública, a morte por causas externas com uso de armas de fogo.


O Porte de arma deve ser restrito a profissionais de Segurança Pública, e profissionais de Segurança Privada.

Vejam os senhores que os bandidos não temem policiais mesmo estes estando equipados com pistolas, submetralhadoras e até fuzis os quais são exaustivamente treinados, dirá o cidadão comum sem qualquer noção de técnicas e táticas de combate armado, pois fazer um “exame de capacidade técnica” com uma dúzia de disparos em alvo parado a cinco metros de distância não habilita ninguém a comprar, registrar e portar arma de fogo.

O uso desses meios ultrapassa essa pequena barreira e vai muito além. Não há muito tempo bandidos invadiram um quartel do Exército, isto mesmo um QUARTEL DO EXÉRCITO tomando de assalto a guarnição de militares e roubaram fuzis e munições, que dirá as inseguras residências comuns.


Me parece um absurdo acreditar que bandidos não assaltaram a padaria por medo do padeiro estar armado, não assaltaram o restaurante por medo do garçom estar amado, quando policiais são atacados e mortos, observem os trágicos números produzidos pelos ataques em série contra esses profissionais no Estado de São Paulo no decorrer de 2006 e 2012, que vitimou Policiais Militares, Policiais Civis, Bombeiros Militares, Guardas Municipais e Agentes Prisionais.


No meu humilde ponto de vista o armamento do cidadão comum só o transforma em alvo pois passará a portar algo que os bandidos querem ou seja arma de fogo e na possibilidade de pensarem que o cidadão está armado fará com que o bandido seja mais violento, um simples movimento até mesmo o de tirar a carteira do bolso será entendido com uma tentativa de sacar uma arma e então o gatilho da fatalidade estará sendo apertado, são muitas as notícias de vítimas fatais nesses episódios.

Uma arma na cintura de quem não tem plena capacidade de colocá-la em emprego imediato e seguro não traz superioridade ao seu usuário e não dá qualquer garantia de segurança, além de estar armado o cidadão deverá ser condicionado a usa-la somente dentro dos princípios de proporcionalidade, necessidade e oportunidade, algo bem complicado para quem não lida diretamente com as questões operacionais de violência criminal (POLICIAIS), o cidadão comum não tem treinamento para isso, e o porte de arma de forma indiscriminada não se justifica.


Me preocupa qualquer desavença no trânsito virar um tiroteio, vemos todos os dias nos jornais brigas por motivos banais, imaginem se estas pessoas ao invés de saírem no sopapo saírem dando tiros, já imaginou além de nos preocuparmos com motoristas embriagados tivermos de nos preocupar com essas mesmas pessoas, potencializadas pelo álcool e armas de fogo, um fato que fica bem claro é que centenas de milhares de profissionais de Segurança Pública tais como: Policiais Civis, Policiais Militares, Guardas Municipais, Policiais Federais e Agentes Prisionais serão sacrificados, pois com a atual proibição o quadro já se mostra critico, imagine com a liberação ampla e irrestrita como querem alguns desavisados que defendem o armamento da população civil, será um quadro de desordem social e criminal que jamais se viu nesse Brasil.


Há três categorias distintas de pessoas favoráveis ao armamento indiscriminado da população civil, primeiro os bandidos, sim, pois eles terão armas a custo zero, pois terão uma fonte inesgotável de onde vão retirar armas de fogo, segundo a indústria de armas que financia essas “campanhas” e promove o lobbye político em Brasília a favor da liberação de armas de fogo, pois visam apenas o lucro financeiro pouco se importando com as questões de Segurança Pública e Ordem Pública, para esse segmento milionário o que interessa são as vendas, o outro grupo são determinados políticos, financiados pela indústria de armas de fogo, motivados por ufanistas de plantão e com interesses nem sempre claros, não se deixe manipular pela chamada opinião de consenso que querem formar nas redes sociais, ARMAS DE FOGO, somente para profissionais de Segurança Pública, treinados, preparados, condicionados, cadastrados em banco de dados, avaliados psicologicamente por profissionais credenciados e acompanhados durante suas vidas funcionais para lidarem com esses instrumentos, que tem a capacidade de TIRAR VIDAS.


A solução das causas da violência criminal passam necessariamente pelo endurecimento das leis penais, uso de regime disciplinar diferenciado para presos que cometerem crimes contra a vida, PROIBIÇÃO AMPLA E IRRESTRITA quanto a venda indiscriminada de armas de fogo, punição severa para o porte ilegal de arma de fogo, pela valorização humana dos Agentes de Polícia, com investimentos em meios materiais, uso de novas tecnologias, amplo reconhecimento da relevância da função policial em favor da sociedade pelo Governo Federal, Governo Estadual e Governo Municipal, armar a população definitivamente em nada vai contribuir pera melhorar o crítico estado que as coisas se encontram, quem pensa assim está tentando curar o envenenado com mais veneno, ou apagar o fogo com gasolina.

No meu entendimento a liberação e armas de fogo de forma indiscriminada não melhora em nada a situação caótica em que a sociedade se encontra, mas estou apto a ouvir e refletir sobre o assunto, abraços a todos e “DEUS SEJA LOUVADO”


Pedro Milan Gomes
GCM Bebedouro



3 comentários:

  1. Em primeiro lugar... adorei a sua foto c o cavalo!
    Compartilhei o link e dei uma opinião resumida, mas em geral sou a favor de q o cidadão de bem q queira e tenha condições de ter uma arma, possa adquirir. Se tiver perfil psicológico e curso e tal... blz!
    Agora, a venda de armamentos desenfreada, isso nunca!!! Acho q td isso é apenas propaganda da indústria bélica p encher mais ainda seus bolsos... afffffffff

    ResponderExcluir
  2. MATOU A PAU PEDRO, ESTÁ DE PARABÉNS AMIGO, É ISSO MESMO, QUEM QUER ANDAR ARMADO E NÃO É POLICIA OU GUARDA MUNICIPAL, NÃO ESTÁ COM BOAS INTENÇÕES.

    GIVALDO

    ResponderExcluir
  3. site antigo mas blz, o assunto continua o mesmo, pois bem é o seguinte, concordo com vc, venda livre NUNCA, apenas para pessoas capacitadas.PORÉM, deveriam aumentar o calibre da legalização e o tipo de armamento, eu por um exemplo, fui assaltado em torno de 4~5 vezes na minha casa, SE eu tivesse um armamento de qualidade e poderia muito bem evitar o assalto, pois tenho treinamento de tiro tiro e movimentação tatica. OBS: tenho 20 anos e fui assaltado em minha casa, os assaltantes levaram em torno de 40mil em eletrodomesticos e dinheiro, fora bens de familia de geração, e tudo o que eu tive para me defender foi uma balestra 175lbs, após o incidente que veio a se repetir 5 vezes, tudo o que eu apoio, é um armamento DESCENTE para ter em CASA e armas para defesa pessoal para pessoas COM MOTIVO e QUALIFICAÇÃO para PORTE na ru

    ResponderExcluir