***: Guardas Civis Municipais devem treinar o TIRO DEFENSIVO!

03/11/2015

Guardas Civis Municipais devem treinar o TIRO DEFENSIVO!


As Guardas Civis Municipais se concretizaram como sendo a “Polícia Preventiva”, aquela que deve estar presente antes que o crime ocorra, as GCM possuem grau de respeitabilidade por parte das comunidades onde atuam, já estão inseridas no conceito social como a nova organização social de Segurança Pública, o trabalho por nos desenvolvido tem amplo espectro e alcança dos mais humildes aos mais abastados, somos um exército de mais de 120.000 profissionais em todo o Brasil, mas ainda há alguns paradigmas a ser rompidos, o uso de arma de fogo por parte dos Guardas Municipais tem de ser entendido pelos Prefeitos, Secretários e pela população, como um direito objetivo inerente a função publica que ocupam, esse direito está previsto e sacramentado pela legislação vigente, (Lei 10.826/2003 e Decreto Federal 5.123/2004), não há qualquer possibilidade de oferecer segurança, sem antes estar dotado de meios que nos assegurem o pleno exercício de nossas profissões e nos façam sentirmos seguros.

Sempre que o assunto “Arma de Fogo e Guardas Civis Municipais” vem à tona, nos questionam: E o treinamento? Como é feito? Quem ministra os cursos, não tem perigo, e se ocorrer algo fora do normal, o Prefeito responde? O que vocês treinam para usar armas de fogo?  Perguntas que de um lado demonstram certo grau de preocupação e de outro a curiosidade natural, quais as respostas mais adequadas?

A legislação vigente, (Decreto Federal nº. 5.123/2004) nos diz que devemos treinar de forma sistemática e continuada, ao menos 80 horas/aula por ano, fazer os cursos com forte carga de conteúdo prático, treinar o TIRO DEFENSIVO, usar metodologias que estejam transversalizadas pelos conceitos de Direitos Humanos e que o uso da arma de fogo seja sempre a medida extrema em caso de agressão armada contra nossos agentes, e a sociedade a qual devemos servir e proteger.


Somente e exclusivamente o treinamento na moderna metodologia de tiro defensivo na preservação da vida “Método Giraldi”, é capaz de condicionar o policial da GCM a ter reflexos musculares e mentais positivos durante uma situação de estresse total onde o perigo e a morte estão presentes, onde o ambiente é tomado de pânico, medo e temor pela perda da vida e/ou da integridade física, a metodologia desenvolvida pelo Coronel PMESP Nilson Giraldi, tem de ser adotada de modo doutrinário para que as Guardas Civis Municipais e seus agentes não sejam surpreendidos com o alto custo relativos a perda de seus agentes e de inocentes no atendimento de ocorrências, que a cada dia crescem, a cada dia se tornam mais graves, essa nova demanda está vinculada a Lei 13.022/2014 que atribuiu entre outras coisas a responsabilidade pelo “Patrulhamento Preventivo”.


Houve uma transposição de responsabilidades intramuros para responsabilidades nas vias públicas conforme preconiza a nova legislação, adequações no currículo de formação profissional devem ser feitas de forma urgente e responsável, a realidade agora é outra, se de um lado a nova lei franqueou a participação efetiva das agencias municipais na Segurança Pública, de outro lado atribuiu responsabilidades as corporações e seus agentes.


O Método Giraldi, comprovadamente minimiza o risco de morte/lesão permanente/prisão do Policial da GCM em até 97%, os demais 3% são fatalidades que acometem nossos profissionais, as instituições que adotaram o “Método Giraldi” como doutrina de emprego de arma de fogo, experimentaram a redução da violência policial, a redução da perda de policiais, o aumento da capacidade operacional de seus agentes em situações de alto risco e a redução da perda de inocentes em ocorrências onde o uso de arma de fogo foi necessário, o método está baseado em princípios científicos e em ciências neurais, dos 318 agentes municipais treinados em determinada instituição, 317 aprovaram o curso, sua metodologia, o conteúdo, os instrutores e a forma humana e respeitosa como foram tratados durante os treinamentos, criticas? Sim? Ampliação da carga horária e ampliação das dinâmicas de grupos. Entendemos nem serem criticas e sim sugestões construtivas e incentivadoras.

Os treinamentos e simulações chegam muito próximo à realidade das ruas, os policiais GCM devem ser capacitados para fazer o disparo obedecendo aos princípios N.P.Q.O., quais sejam: Necessidade, Precisão, Qualidade e Oportunidade, a necessidade é entendida como sendo a medida mais adequada para fazer cessar a agressão armada contra o policial GCM ou alguém da sociedade, a precisão é necessária para que o ponto correto seja atingido, independente do nível de estresse, a qualidade do tiro é entendida como sendo o numero mínimo e máximo para que se atinja o objetivo no confronto armado, e por derradeiro a oportunidade que é a escolha correta do momento adequado de se fazer o disparo contra o agressor, quando não há riscos para a sociedade, para a vitima e para outros policiais.


Esse conjunto de observações no uso das técnicas de tiro defensivo vai trazer o policial GCM de volta para o seio de sua família e amigos, não vai colocar a segurança jurídica de sua ação em risco, e vai mantê-lo integro em sua jornada pessoal e profissional, o policial GCM deve evitar a todo custo: Morrer, ficar preso a uma cama ou cadeira de rodas, ser preso por uma ação ilegal, desmedida, injustificada ou desnecessária, somente o correto treinamento e a busca do aperfeiçoamento podem garantir tais assertivas.

Aprender as técnicas de tiro defensivo na preservação da vida, é mais que uma obrigação legal imposta pela legislação, é avançar sobre o campo da modernidade, da legalidade e dos Direitos Humanos dos policiais, das vitimas e até dos agressores da sociedade, é utilizar a arma de fogo em casos extremos e necessários para evitar mal maior a si mesmo e a sociedade a ser protegida, é aprender a conter e isolar as crises com agressores armados é saber como fazer cessar a intenção criminosa dos mesmos, sem agredi-los física ou verbalmente, é aprender a verbalizar amplamente em situações criticas, é fazer uso de instrumento letal, para cessar a letalidade provocada pelos agressores da sociedade, de forma segura, precisa, oportuna e necessária.

PEÇA O MANUAL ORIGINAL DO TIRO DEFENSIVO NA PRESERVAÇÃO DA VIDA

É GRÁTIS!

gcmelvis@hotmail.com



Elvis de Jesus
Inspetor Regional de GCM
Jornalista - MTB 077.934 SP


5 comentários:

  1. bela matéria. padrão como sempre seus trabalhos.

    ResponderExcluir
  2. Comandante Elvis, fiz a leitura e releitura da sua recomendação, querido Professor, o Sr. é um dos ícones das Guardas Municipais no Brasil, fui seu aluno quando estava ingressando na Guarda Municipal de Pitangueiras, carrego seus ensinamentos para toda a vida, um abraço no Sr. e no Classe Distinta Clésio que também nos ensinou tudo que sabemos sobre Direitos Humanos, vocês são verdadeiros policiais, são pessoas do mais alto conceito, uma boa semana de toda a família da GM de Pitangueiras, vindo por esses lados, a nossa casa está aberta para a acolhida, o café com leite e o bolo de milho ou fubá, rsrs. abraço Comandante Elvis.

    GM André

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Inspetor Elvis, nos estamos em busca de seu contato de zap ou telefone fixo, queremos esse treinamento para nossa Guarda Municipal, vamos ser armados em fevereiro de 2016 e é nosso desejo começar com tudo certinho como o sr. falou ai em cima.

    julianosilveiragm_2009@yahoo.com.br

    meu contato de email, ficamos ansiosos esperando sua resposta positiva em nos dar esse treinamento operacional.

    Juliano GM Silveira

    ResponderExcluir
  4. Onde podemos solicitar o manual sou gcm em Limeira sp e instrutor de tiro temos 4 instrutores aqui como capacitados para ministrarem o método

    ResponderExcluir
  5. Onde podemos solicitar o manual sou gcm em Limeira sp e instrutor de tiro temos 4 instrutores aqui como capacitados para ministrarem o método

    ResponderExcluir