***: SENHORITA PATRULHA MARIA DA PENHA | GM INEZ BASSO

08/03/2017

SENHORITA PATRULHA MARIA DA PENHA | GM INEZ BASSO


Em meados de 2006 o Brasil tomaria conhecimento de nova modalidade de prevenção contra a violência doméstica, fora aprovada e publicada a Lei 11.340/2006, um novo instrumento público para punir os agressores, mas uma lei jurídica por si só não resolve o problema de ordem prática, que é a prevenção para que não ocorra o delito, isso é fato, Nicolo Machiavelli fez essa assertiva e a sua confirmação em sua Magnum Opus: “O Principe”, (1532, Florença).



Então para operacionalizar a sistemática de prevenção a esse tipo de violência, uma cidade do Brasil, que sempre foi e será exemplo de urbanismo, cultura, qualidade de vida, modernidade e vanguarda em políticas públicas, criou a “PATRULHA MARIA DA PENHA”, uma nova modalidade e processo de policiamento produzido por sua agência de Segurança e Ordem Pública, a GUARDA MUNICIPAL DE CURITIBA.


Para lidar com essas questões de prevenção e atendimento as mulheres vítimas de violência nas relações conjugais e afetivas, foi chamada uma policial feminina, GM INEZ BASSO, profissional experiente, bem formada e preparada, recebeu a missão e dela fez um sacerdócio, trabalhando de forma diuturna e integrada com as demais agências de Segurança Pública e o Poder Judiciário, logo granjeou sucesso para sua instituição, tornando-a referência nacional nessa questão, quem acompanha o JORNAL NACIONAL, o mais importante diário de notícias da América Latina, viu a reportagem sobre a “Patrulha Maria da Penha”, que gerou agenda positiva para a instituição Guarda Municipal de Curitiba PR, as Guardas Municipais são lembradas pela grande mídia, via de regra, pelas mazelas sociais e desacertos, chamam especialistas para sentar a madeira com suas groselhas em tom de especialidade em Segurança Pública, mas nessa noite foi diferente, o trabalho foi exaltado e elogiado várias vezes, tornando-se EXEMPLO!, viva a Guarda Municipal de Curitiba, viva as Guardas Municipais do Brasil!, para que tal elogio e reconhecimento ocorresse, houve um trabalho nos bastidores, houve empenho, dedicação, amor a uma causa e em especial, houve dedicação e integridade por parte da Patrulha Maria da Penha, o sucesso não é fácil de ser alcançado, o time estava completo, cada um cumprindo sua missão, mas...



A GM INEZ BASSO, tornou-se então um referencial nessa modalidade de policiamento, sendo constantemente chamada para palestrar para outras Guardas Municipais, expondo de forma técnica e humana as características do trabalho da Guarda Municipal de Curitiba, falando para Advogados, Advogadas, Promotores, Promotoras, Juízes, Juízas, Assistentes Sociais e Educadores, além é evidente de Guardas Municipais, me recordo de sua agenda no sertão da Bahia onde agregou profissionais de diversas áreas e setores sociais, pleno sucesso, mas...

Chegamos ao ano de 2017, os anos que sucedem eleições municipais, nas Prefeituras tem uma particularidade muito forte, são os anos das incertezas, por mais bem estruturada, aparelhada, equipada, com treinamentos constantes e carreira definida nossas instituições são feitas essencialmente de profissionais com vínculos ideológicos partidários, que sempre aguardam uma “oportunidade” para engatar a primeira marcha e romper os obstáculos, não sendo pela via técnica, vai pela via política mesmo, com acordos nos porões e nas salinhas fechadas, onde se vende a mãe sem discutir o preço, não é a regra, mas é uma prática, por costume, um time promete transferir o outro, como se estivessem em disputa territorial e as cores dos uniformes fossem diferentes.



Assim ocorreu na gestão desse importante serviço, sob uma mera desculpa de “necessidade de serviço”, “motivo superveniente” ou seja lá qual foi a invenção criada, afastaram essa  guerreira do seu trabalho junto a Patrulha Maria da Penha, acreditamos que em virtude do seu brilho especial,  sua alegria de viver,  sua boa e sólida formação moral,  e sua boa disposição para o trabalho, tenha incomodado alguém ou algo, como afirmei anteriormente, o terreno “Guarda Municipal” é muito fértil para esse tipo de conduta. “Podem cortar uma rosa, mas não podem acabar com a primavera”, nos espanta o fato da GM Curitiba ter toda uma estrutura profissional e profissionalizada feita por pessoas de carreira, de dentro de casa, permitir tal acinte ao bom trabalho realizado, aguardamos uma reação positiva, SEM ESSA PROFISSIONAL, O TIME FICA INCOMPLETO!


No dia Internacional da Mulher, fica minha singela homenagem a essa profissional dedicada  a causa Azul Marinho, faço votos que tal transferência seja revista, para o bem do serviço público e para o bem da nossa instituição Guarda Municipal de Curitiba, estimada Inez, como você mesma nos ensinou: Juntos somos mais fortes!

Sobe a hashtag:
#gminezpatrulhamariadapenha


      Elvis de Jesus
      Teólogo - FAERPI
      Especialista em Direito Administrativo - UCAM


Nenhum comentário:

Postar um comentário